BLOG

Desafio do Dr. Charles 2012 – Palavra do Fisioterapeuta

Hoje, convido o fisioterapeuta Rodrigo Vasconcelos, a dar orientações sobre meu propósito de correr a Volta da Pampulha em dezembro de 2012. Esse é um percurso plano de 18 km, nada difícil para quem esta treinando mas que exige preparo de quem esta inativo, como é meu caso. Recordando, já fiz 2 maratonas entre 2006 e 2007 (42km) e meu objetivo agora é mais modesto. Vamos ler o que o Dr. Rodrigo Vasconcelos, ex-judoca da seleção brasileira, vai nos dizer.

Caro amigo Charles:

A sua posição em relação à aderência à atividade física com metas antes de tudo é um exemplo para vários profissionais da saúde de diferentes especialidades. Cuidamos de muitos pacientes, fornecemos e exigimos mudanças no hábito de vida, principalmente em relação à alimentação e início de atividade física como receita de manutenção e restauração da saúde. Quantos de nós, profissionais da saúde, porém, seguimos rigidamente o que exigimos de nossos pacientes? Portanto, você, como médico e esportista, dá exemplo e tem autoridade para recomendar orientações para o paciente.

Muitos pacientes que chegam a nós comentam que, após consulta com cardiologista, foram informados de que o IMC (Índice de Massa Corporal) deles estava alto e necessitariam de iniciar atividade física e mudar hábitos alimentares urgentemente, não o fazem, porém, e dizem que, se o médico está gordo, quem seria ele para recomendar tal tratamento? Então fica o recado, paciente precisa de exemplo para mudar seus hábitos de vida.

As pesquisas atuais demonstram que o exercício físico é considerado como tratamento não medicamentoso para prevenir e tratar 44 doenças, incluindo quatro tipos de câncer. De acordo com os guidelines do American Heart Association (AHA) e do American College of Sports Medicine (ACSM), porém, a intensidade mínima para que esses benefícios ocorram é de 150 minutos de atividade física moderada por semana (caminhada a 5 km/h), ou seja, 25 minutos por dia e duas sessões na semana de 20 minutos de duração de musculação. Quem conseguir incluir este volume e intensidade de atividade física na semana não é considerado sedentário e terá os benefícios acumulados ao longo dos anos.

Como podemos observar, Charles, suas metas e seu perfil ultrapassam em muito as recomendações mínimas, o que por um lado é bom, mas, por outro, pode deixá-lo exposto a lesões ortopédicas. Um estudo publicado pela conceituada revista Medicine & Science in Sports & Exercise em 2002, quando foram avaliados mais de 5 mil homens e mulheres praticantes de atividade física durante um ano, e foi observado que 25% deles tiveram alguma lesão ortopédica; a sua maioria, no joelho, e que 1/3 destes abandonaram definitivamente o esporte. Portanto, em sua semana de agenda pesada e com vários compromissos profissionais e pessoais, a última coisa que você deseja é uma lesão, que, além de tirá-lo de suas metas esportivas, terá um impacto direto em sua qualidade de vida.

Como fisioterapêuta, que trata de lesões de atletas de variadas disciplinas e de diferentes níveis, recomendo a você que faça um planejamento (macro, meso e microciclos) minucioso com seu preparador físico para colocá-lo em sua melhor performance nas datas de suas duas provas. Mas, antes disto, na fase de planejamento necessitamos coletar dados a respeito de sua performance e características físicas com o objetivo de prevenir possíveis lesões que são comuns na corrida de rua. Para isto os fisioterapêutas utilizam os seguintes exames:

Dinamometria isocinética computadorizada:

Este exame, Charles, é realizado no dinamômetro isocinético, em que serão coletados dados de força, potência e resistência muscular dos membros inferiores; qualquer assimetria entre os dois membros será demonstrada e seu treinamento terá que priorizar a eliminação desses déficits. Outro dado importante que coletamos é o equilíbrio agonista-antagonista dos músculos da coxa; no caso, o equilíbrio entre posteriores de coxa (isquiotibiais) e os músculos anteriores de coxa (quadríceps). Existem hoje dados normativos, e qualquer alteração desses parâmetros necessita ser corrigida.

Baropodometria computadorizada:

Este exame visa a observar a distribuição da pressão plantar dos seus pés durante três situações: posição estática, caminhando e correndo. Este equipamento emite um grande número de dados que são utilizados basicamente para avaliar seu tipo de pisada, assimetria de distribuição de carga entre membros inferiores e indicar necessidade de uso de palmilhas ortopédicas.

Flexibilidade e musculatura do core:

Por último, Charles, realizamos a avaliação da sua flexibilidade por meio de um inclinômetro de grupos musculares chaves, como iliopsoas, tracto-iliotibial, quadríceps, isquiotibiais e tríceps sural para detectar possível presença de encurtamentos musculares. Utilizamos também testes com dinamômetro digital manual para avaliar desequilíbrios musculares dos músculos do complexo lumbo-pélvico (core), principalmente dos rotadores externos e abdutores do quadril.

Vale lembrar, Charles, que estes exames fazem parte de um conjunto de exames de outros profissionais; sozinho ele não o ajudará em muita coisa. Exames, como a avaliação física feita pelo educador físico, a avaliação nutricional realizada pelo nutricionista e, por fim, a mais importante de todas em minha opinião, a avaliação médica, que envolve exame de sangue completo, eletrocardiograma de repouso e teste de esforço, avaliando não só o óbvio que é a saúde do seu coração, mas, também, seu limiar aeróbio e anaeróbio por meio da ergoespirometria, que vão fornecer dados importantes, como seu VO2 máx, para seu preparador físico montar seu treino.

Estes exames, Charles, podem ser feitos em um dia só por meio do check-up esportivo, que dura quatro horas e é realizado por uma equipe multidisciplinar aqui, no Instituto Wilson Mello, que envolve médicos cardiologistas, fisioterapeutas, educadores físicos e nutricionistas.

Desejo sucesso em suas metas esportivas em 2012 e que tenha um ano sem lesões.

Grande abraço e OSSSSSS do

(Clique na mini-bio para ampliar)

Obs.: OSSSSSS – saudação entre judocas!

Contato: rodavasconcelos@gmail.com

 

JÁ VIU?