BLOG

Falando sobre Presenteísmo no Trabalho

No dia 14 de agosto de 2012, no Transamérica Expo Center, Dr. Charles, em parceria com a OdontoPrev, fez uma palestra na edição anual do CONARH ABRH sobre o tema Presenteísmo: Como identificar, compreender e combater.

Nos últimos tempos, Dr. Charles tem abordado este tema em palestras para profissionais de recursos humanos em visto da grande relevância para empresas, que precisam prevenir o presenteísmo e o absenteísmo. Trazendo uma nova perspectiva sobre o assunto, baseado em publicações da Harvard University, ele vem alertando os gestores sobre a necessidade de ficar atenta às pessoas apresentando sintomas de doenças, pois, dado atenção cedo, poderá resultar em menos perda de produtividade.

Abaixo um trecho do release da Clínica Singular sobre a sua apresentação. Vale como informação. Abraços!

Redação do Mundo sem Dor

Release: Presenteísmo é tema de palestra durante o CONARH 2012

Fenômeno vem se tornando, para os gestores, fonte de preocupação dentro das corporações

 

Estar fisicamente presente no ambiente de trabalho nem sempre significa que o profissional esteja realmente produzindo. A baixa produtividade de uma parcela de funcionários, que cumprem corretamente sua jornada de trabalho, vem preocupando profissionais do departamento de Recursos Humanos de grandes e médias empresas.

Mais conhecido como presenteísmo, este tipo de problema tem se tornado muito mais comum do que se imagina. A questão é: como a empresa pode identificá-lo e, mais ainda, como tratá-lo? Para o médico anestesiologista e intervencionista da dor, Charles Oliveira, é preciso que o gestor de pessoas observe com atenção os sintomas, para não confundi-los. “Não falamos aqui daqueles que passam o dia na internet, em programas de bate papo ou mídias sociais, que nada tem a ver com o seu trabalho, mas sim de pessoas que apresentam doenças como rinite, asma, dor de cabeça, depressão, dor na coluna, artrite, doenças intestinais e outras”, afirma o médico.

Na ocasião o médico, que integra o departamento de Dor do Hospital Israelita Albert Einstein e a equipe da Clínica Singular, também abordará quais são as diferenças no que se refere a investimentos da empresa para prevenir o presenteísmo e o absenteísmo. “Percebemos hoje um movimento incipiente das empresas em investir em tratamentos terapêuticos e preventivos de seus colaboradores, financiando integralmente ou parcialmente vacinas antigripais, tratamentos de depressão, tratamento das dores crônicas lombares, dores de cabeça e de dente, com o objetivo de reduzir o impacto financeiro negativo do presenteísmo”, lembra o profissional.

Sobre o palestrante

Charles Oliveira – CRM 78.024, anestesiologista e médico intervencionista da Dor com certificação pela AMB (Associação Médica Brasileira) é membro da American Academy of Pain Medicine e possui título internacional FIPP-WIP (Fellow of Interventional Pain Practice pelo World Institute of Pain). Presidente em exercício do capítulo latino-americano do WIP (2011-2013), Charles Oliveira é membro do departamento de Dor do Hospital Israelita Albert Einstein e também integra a equipe da Clínica Singular. Saiba mais sobre intervenção da dor acessando o Singular – Centro de Controle da Dor

Sobre a Clínica Singular

A Clínica Singular, localizada em Campinas, é o único centro de tratamento de dor brasileiro certificado com selo Excellence in Pain Practice Award do Instituto Mundial da Dor e um dos dezesseis centros de dor no mundo com esta certificação.  No corpo clínico do Singular estão dois dos seis médicos brasileiros intervencionistas de dor com título de Fellow concedido pelo WIP (World Institute of Pain), são eles: Dr. Fabrício Dias Assis e Dr. Charles Oliveira.

ConarhFonte da Imagem: http://conarh.com.br

 

 

 

JÁ VIU?