BLOG

Dor Referida

Se você sente dor no ombro, geralmente a primeira coisa que vem à mente é de um osso ou músculo lesionado. Razões bem prováveis, mas, pode não ser! Explico. Às vezes dor é sentida distante do local onde o problema está ocorrendo e quando isto ocorre, é chamada de dor referida. Ou seja, o estímulo original pode ter começado em alguma parte do seu corpo longe do ombro.

Portanto, se você já consultou, fez todos os exames de imagens possíveis e já foram excluídos possíveis diagnósticos das patologias mais prováveis, a dor referida é uma outra possibilidade a ser  investigado antes de iniciar um plano de tratamento da dor.

Para entender a dor referida, é preciso entender um pouco da inervação (suprimento com fibras nervosas) dos tecidos e do mecanismo de percepção e transmissão da dor. Veja a figura a seguir:

Transmissao da dor

A inervação é mais densa nestas partes do corpo, em ordem decrescente:

1) a pele e suas estruturas associadas;
2) ligamentos, músculos e tendões; e
3) órgãos.

Isto quer dizer que é mais fácil um indivíduo localizar uma dor vindo da pele do que uma originando nos órgãos. Por exemplo, quando uma farpa ou espinho entra no nosso pé, conseguimos sentir exatamente onde está, e isto é devido à densa inervação da pele. Ou seja, tem mais fibras nervosas para levar os estímulos sensoriais para o cérebro.

Em contraste, é mais difícil perceber o local exato da dor quando vem dos ligamentos, músculos e ossos. Vou dar dois exemplos: quem tem artrite do quadril frequentemente sente dor na coxa ou no joelho, ou, um ligamento estirado nas costas poderá causar dor desde a escapula até o joelho. Isto dificulta a localização exata.

E na escala de percepção, mais difícil de localizar ainda é a dor originando nos órgãos, chamada de dor visceral. Alguns tipos de dor visceral são: dor associada com doenças como cálculos (pedras) na vesícula, pancreatite aguda, apendicite aguda e diverticulite, dor no peito ou tórax, dor na bexiga, dor pélvica.

Percepcao de dor

Tomemos o coração de exemplo. Quando uma pessoa tem um infarto de miocárdio (ataque cardíaco), a dor pode irradiar desde o peito até o queixo, e pode ser sentido ao longo do braço até a ponta dos dedos.

Mecanismo da dor referida de origem cardíaca

Mecanismo da dor referida de origem cardíaca

Ao receber estímulos de dor dos órgãos, o cérebro pode ficar confuso e interpretar que  estão vindo das fibras sensoriais somáticas. Por exemplo, uma variedade de condições como as patologias hepáticas (doenças de fígado), cálculos biliares (pedras na vesícula), úlceras gástricas, ruptura esplênica (do baço), pneumonia e pericardite, podem causar dor no ombro.

Veja na ilustração a seguir.

Dores referidas dos órgãos

Dores referidas com origem nos órgãos

Confira esta semana ainda a segunda parte deste artigo. Abordarei a neuroanatomia das dores referidas e as dores que podem ser uma combinação de tipos de dor devido às associações nervosas.

Até breve!

JÁ VIU?