BLOG

mundo_sem_dor_criancas_dor_de_cabeca

Dor de Cabeça Recorrente em Crianças: sinal de alerta

No 3º Congresso da Sociedade Brasileira de Médicos Intervencionistas em Dor (SOBRAMID), toda a equipe do Singular – Centro de Controle da Dor está mobilizada no primeiro dia para aprofundar em um tema caro: Dores Crônicas em Crianças.

Este tema soma forças com a pediatria. A Medicina Intervencionista da Dor cria pontes com especialidades e busca encontrar formas de amenizar as dores crônicas.

No caso das crianças, cefaleias, doenças autoimunes, a exemplo do lúpus, síndromes dolorosas e fraturas de ossos, são as mais comuns.

O ambiente do 3º Congresso da SOBRAMID (de 6 a 8 de agosto) é propício para apresentar resultados.

Toda a equipe do Singular está atenta a este movimento. Registro um destaque à cefaleia, dor de cabeça, nas crianças. Os números são alarmantes. A Sociedade Brasileira de Cefaleia, confirma que cerca de 2 milhões de pessoas entre 5 e 18 anos sofrem da dor de cabeça crônica.

Agora imagine os prejuízos que a cefaleia provoca, impactando diretamente no rendimento escolar de uma criança que mal sabe expressar a intensidade da dor que sente.

Este é o ponto essencial. Como saber o limite da dor em uma criança? Outro assunto em evidência são os protocolos da anestesia geral nestes casos.

Enfim, a Medicina Intervencionista da Dor é uma aliada dos pediatras na soma das forças para confortar as crianças que vivem esse drama.

Nesta área da medicina, o Intervencionismo da Dor, vale destacar que no mundo todo são 700 profissionais certificados pelo World Institute of Pain (WIP) e ao redor do mundo apenas 21 clínicas de dor receberam o selo WIP de centro especializado.

O Singular – Centro de Controle da Dor, fundado em Campinas, em 2009, foi a primeira clínica na América Latina a receber o selo do WIP.

Aprofundar-se na dor como uma patologia em si é uma abordagem relevante para embasar pesquisas em diversas áreas médicas, criando conexões com o mundo do trabalho, do rendimento escolar e da sociabilização.

Estarão também em foco neste 3º Congresso, temas como dor na coluna, dor oncológica, dor craneo-facial, dor neuropática, ultrassom nos procedimentos de dor e na medicina regenerativa. Estamos recebendo profissionais de todo o país para aulas e workshops, com palestrantes brasileiros e 12 convidados internacionais.

O Pré-congresso sediado no Singular teve apresentações por nomes de reconhecimento internacional, Dr. Marco Araújo – EUA, Dr. Luis Alfonso Moreno – Espanha e Dr. Eric Wilson – África do Sul.

mundo_sem_dor_III_congresso_sobramid_pre_congresso_fabricio_assis

Dr. Fabrício Assis, atual presidente da SOBRAMID, interagindo com profissionais médicos durante as atividades pré-congresso.

mundo_sem_dor_III_Congresso_Sobramid_pre_congresso_demonstracao

Procedimento intervencionista utilizando a fluoroscopia transmitido ao vivo para participantes durante o pré-congresso.

Estaremos repercutindo as pesquisas em linguagem simples e acessível, com embasamento multidisciplinar, que é de fato o DNA da Medicina Intervencionista da Dor.

 

LINKS RELACIONADOS

Dor Infantil: elementos-chave para um tratamento adequado

Dor infantil – é preciso tratar

Dores mais comuns em diferentes idades

Dor na coluna relacionada com o trabalho

 

[call_to_action button_text=”Visite o Correio Popular Online” text=”SEU CANAL DE NOTÍCIAS DE CAMPINAS” color=”green” size=”regular” url=”http://correio.rac.com.br/” target=”” position=”left”]

JÁ VIU?