BLOG

Cifoplastia no Tratamento de Fratura Vertebral por Insuficiência ou Trauma

Olá caros leitores e leitores!

Sabem o que é cifoplastia? Darei destaque a este procedimento porque esta semana realizamos uma cifoplastia em uma senhora de 90 anos.

Primeiramente, o que ela trata? Geralmente é utilizada para corrigir fratura por insuficiência (osteoporose) ou trauma em pessoas osteoporóticas. Estas podem ter fratura espontânea ou por trauma. Idosos sem distinção de sexo estão expostos a estas fraturas com alguma prevalência em mulheres.

O procedimento tem como meta controlar a dor causada pela fratura vertebral por compressão, estabilizar o osso e restaurar toda ou a maior parte da altura da fratura por compressão.

Embora seja uma variante da vertebroplastia, é diferente porque, apesar de ambos tratamentos utilizarem cimento para reforçar a vértebra, a cifoplastia permite ganho de altura do corpo vertebral.

Outra diferença tem a ver com o que está causando a dor: se o paciente tem dor radicular por retropulsão do muro posterior do corpo vertebral, ele não irá melhorar esse sintoma com vertebroplastia mas poderá melhorar com a cifoplastia.

Cifoplastia

Este procedimento minimamente invasivo é feito por acesso percutâneo (através de uma punção na pele por agulha específica) e com anestesia local. Insere-se um dispositivo que tem uma ponta diferenciada, em formato de aranha, que dá origem ao seu nome, “spider” (em inglês), para criar um espaço dentro do corpo da vértebra fraturada que será preenchida com cimento.

Cifoplastia2

Cifoplastia3OLIVEIRA_Cifoplastia1

Quando a ponta spider é aberta, uma cavidade é criada dentro da vértebra, e o cimento é lentamente injetado dentro dela. Naturalmente, o cimento é biocompatível, isto é, especial e específico para uso dentro do corpo.

Cifoplastia4

Cifoplastia5

Insuficiência e trauma

Uma das consequências de ossos doentes, frágeis, porosos e quebradiços é a maior propensão à fratura aguda dos ossos por compressão ou a perda de altura dos corpos vertebrais. Isto também pode ocorrer devido à degeneração da coluna pela idade ou por carga excessiva. O desequilíbrio de uma estrutura vertebral desencadeia mudanças nas outras estruturas ósseas e nos tecidos mole ao redor, que podem acabar pressionando um nervo e causando dor. Existem casos em que a pessoa nem fica ciente da fratura, acreditando que a dor seja devido somente à osteoporose.

A dor depois de uma fratura recente é considerada dor aguda, mas, se persistir por mais de três meses, é considerada dor crônica. A dor de uma fratura por compressão é severa e muitas vezes debilitante, limitando atividades diárias e causando baixa qualidade de vida pela pessoa ter de ficar de repouso por tempo prolongado. Nestes dois quesitos  a cifoplastia é eficiente, pois, controla a dor causada pela fratura e recupera a qualidade de vida da pessoa uma vez que não precisa mais ficar acamada ou ausente de suas atividades.

O tratamento conservador da dor de fratura vertebral por compressão ou trauma inclui analgésicos, coletes (estes podem demorar até 90 dias para ter algum resultado), repouso, fisioterapia e auxílios para andar. No caso dos pacientes que ainda não estão sendo tratados por osteoporose, bisfosfonatos ou calcitoninas são prescritos para tratar a doença. Em termos de nutrição, a ingestão de alimentos ricos em cálcio é orientado, mas deve ser acompanhado de no mínimo 10 minutos de sol por dia para sintetizar a Vitamina D que irá exercer seu papel na absorção do cálcio nos ossos.

Tenham todos um ótimo fim de semana!

JÁ VIU?