BLOG

dr_charles_oliveira_caso_clinico_tratamento_simpatectomiaA

CASO CLÍNICO: SIMPATECTOMIA POR RADIOFREQUÊNCIA

Simpatectomia por radiofrequência para controle de dor de manutenção do simpático

Caso clínico da semana: Paciente de 32 anos, com historia de 8 cirurgias no joelho direito, devido a dor. Sua primeira cirurgia foi aos 14 anos. Nenhum motivo anatômico foi encontrado nestas cirurgias que justificasse essas dores. Ao longo do tempo as dores aumentaram, não consegue mais estender ou dobrar completamente o joelho e existe uma atrofia na circunferência entre as pernas de 5 cm de diferença. Sabemos que em situações como essa o sistema nervoso autônomo, responsável por regular o aporte e restrição do fluxo de sangue para periferia, o suor das extremidades, dentre outras, pode estar trabalhando em curto-circuito e levando informações de dor, o que não é sua atribuição.

Nossa conduta inicial foi realizar um bloqueio com anestésico local do simpático lombar e obtivemos alívio de 70% nas dores. Com o retorno da dor em alguns dias, foi realizado um procedimento mais duradouro que o realizado anteriormente, chamado simpatectomia por radiofrequência. Neste caso, um procedimento minimamente invasivo, sem cortes e sem internação hospitalar. Aproveitando o momento, também foi feito uma radiofrequência pulsada guiado por imagens do ultrassom, dos nervos fibular e safeno, que correspondem à inervação da área de maior dor no joelho deste paciente.

Estamos com 3 dias do procedimento e ele se encontra 70% melhor. No momento, seguir com fisioterapia. Caso seja indicado alguma cirurgia para ganhar amplitude de movimento do joelho, isso ocorrerá daqui a 6 meses quando esta dor estiver bastante controlada.

JÁ VIU?