BLOG

dr_charles_dor_no_torax_pos_cirurgia_cardiaca_destaque

CASO CLÍNICO: HIDROSECÇÃO PARA DOR NO TÓRAX

Dor no peito pós cirurgia de coração

Esta semana atendi um caso muito interessante. Homem de 78 anos, submetido a uma cirurgia de revascularização do coração há 2 anos. Quatro meses após a cirurgia, iniciou uma dor no lado esquerdo do peito, como demonstrado na figura abaixo.

localização da dor no peito

Já foi exaustivamente estudado sendo que todos os exames cardiológicos se encontram normais.

RNM normal do tórax

Minha primeira conduta foi realizar um bloqueio dos nervos intercostais T6/T7/T8 onde supunha ser a origem de sua dor. Não houve melhora.

Sabemos que para acessar cirurgicamente o coração, o cirurgião precisa cortar o osso manúbrio, que fica no meio do peito. Ao final da cirurgia, esse osso é costurado com fios de aço. No raio-X desse paciente, podemos visualizar (nitidamente) esses fios de aço.

fios de aço no manúbrio – visão lateral

É possível que a origem das dores seja nos nervos intercostais junto ao manúbrio porque podem ter sido esmagados ao se fazer essa costura.

fios de aço no manúbrio

Como o manúbrio recebe inervação de T1 a T6, propusemos e realizamos uma hidrodissecção guiado por imagens de ultrassom de T3 a T6 entre os músculos transverso do tórax e intercostais e entre os intercostais e peitoral maior.

bloqueio no plano do transverso do tórax

(video do ultrassom)

Esse bloqueio foi eficaz, deixando o paciente sem dor e nos dando uma orientação sobre passos futuros a serem seguidos. Se a dor retornar, deveremos realizar novas hidrodissecções como a acima mencionada.

Tenho orgulho de trabalhar em equipe, especialmente no Singular. Agradeço a toda equipe que trabalha comigo, em especial ao Thiago Nouer que discutiu exaustivamente este caso comigo.

JÁ VIU?