RADIOFREQUÊNCIA EM PROCEDIMENTOS DE DOR

A radiofrequência para controle da dor consiste na aplicação de uma corrente alternada no nervo que está conduzindo ou gerando a dor.

Pelo protocolo, todos os procedimentos com radiofrequência são precedidos por bloqueio diagnóstico com anestésico local, e assim o médico intervencionista da dor define se a radiofreqüência é a melhor técnica indicada.

Radiofrequência (RF) Pulsada

Através de uma agulha especial, se aplica pulsos espaçados no nervo que está causando a dor. Isto modifica a forma como o nervo conduz as informações dolorosas, diminuindo assim esta sensação.

Procedimento realizado sob anestesia local, sob sedação leve.

Aplicado em nervos mistos ( sensitivos e motores). Sem qualquer interferência na sensibilidade ou motricidade.

Radiofrequência Convencional (Ablativa)

Neste procedimento, a corrente alternada é aplicada de forma contínua e o calor gerado pela passagem da corrente pelos tecidos provoca uma lesão térmica em torno da ponta da agulha.

Aplicada em nervos puramente sensitivos (que transmitem a dor). Não pode ser utilizada em nervos que tem função de movimentação. A exceção é o nervo trigêmeo, localizado na face, que tem função sensitiva e uma parte motora.

É feito sob anestesia local, com opção do uso de um sedativo leve.

DURAÇÃO DO EFEITO:  6 meses a 2 anos

Radiofrequência Resfriada

O protocolo de seleção do candidato ideal é ter sido submetido a  bloqueio do nervo acometido com anestésico local, assim como nas demais seleções de candidatos para radiofrequência. A radiofrequência resfriada proporciona uma lesão 8 vezes maior que uma lesão monopolar com agulhas similares.

Indicado em regiões onde a inervação da articulação não é tão bem definida anatomicamente como nas dores de sacroilíaca, facetas torácicas, ramos geniculares para dores de joelhos e os ramos laterais do obturador e femural para dores do quadril.

 

LINKS RELACIONADOS

Neuralgia do trigêmeo – Parte II
Tratamentos dor lombar crônica
Nova lista de coberturas inclui a radiofrequência no tratamento de dor crônica da coluna
Síndrome da lesão em chicote: terapias intervencionistas da dor