Tag Archives: lesões traumáticas

Diagnóstico Específico na Dor Lombar Crônica

26 set

Diagnóstico Específico na Dor Lombar Crônica

Sabe aquela dor na coluna lombar que não dá para esquecer? Que incomoda, seja ela forte ou fraca!? Se persistir por três meses ou mais já é classificada como dor lombar crônica.

A boa notícia é que não precisamos aguentar a dor nem aceitá-la resignados já que, na grande maioria das vezes há cura ou no mínimo, alívio.  A dor mal cuidada na fase inicial pode evoluir para uma dor crônica. Portanto, quanto mais rápido tratar, melhor. (mais…)


Cifoplastia no Tratamento de Fratura Vertebral por Insuficiência ou Trauma

23 mar

Olá caros leitores e leitores!

Sabem o que é cifoplastia? Darei destaque a este procedimento porque esta semana realizamos uma cifoplastia em uma senhora de 90 anos.

Primeiramente, o que ela trata? Geralmente é utilizada para corrigir fratura por insuficiência (osteoporose) ou trauma em pessoas osteoporóticas. Estas podem ter fratura espontânea ou por trauma. Idosos sem distinção de sexo estão expostos a estas fraturas com alguma prevalência em mulheres. (mais…)


Risco de fraturas femorais atípicas com uso de bisfosfonatos

22 nov

Risco de fraturas femorais atípicas com uso de bisfosfonatos

“Tudo em excesso faz mal.”  Pode ser verdade quando se trata de medicamentos para reduzir a perda óssea e evitar as fraturas ósseas, vertebrais e não vertebrais. Recentemente, pesquisadores lançaram outra alerta sobre o uso, por mais de cinco anos, dos bisfosfonatos, inibidores da reabsorção de tecido ósseo.

De fato, desde a aprovação desta classe de medicamentos, tem havido alertas que indicam cautela no uso prolongado da droga, pois, foi associado a um risco aumentado de fraturas femorais atípicas, dores musculoesqueléticas severas e osteonecrose. (mais…)


Neuroplastia Peridural Percutânea

4 out

Neuroplastia Peridural Percutânea

Hoje falaremos desta técnica intervencionista de tratamento da dor usada nas dores crônicas da coluna (dor que persiste por tempo superior a 3 mêses), que não respondem a tratamentos conservadores, e que tenham como motivos principais, a fibrose pós laminectomia ( pós cirurgia de coluna), hérnias de disco e estenose de coluna ( estreitamento do canal por onde passa a medula).

Quando utilizado em fibrose pós laminectomia, seu objetivo é desintegrar o tecido cicatricial que fica colado à raiz nervosa, o que impede sua movimentação de forma livre.

Esta técnica também é conhecida como neurólise peridural, neuroplastia epidural, neuroplastia de Racz  ou lise de aderências. “Lise” quer dizer desintegração (vem da palavra grega “lusis” que significa soltar) de uma aderência, ou seja, tecido colado ou unido. No caso da neurólise, desintegra ou desfaz aderências que estão afetando algum nervo. (mais…)