BLOG

Dor discogênica lombar. O que é isso?

Olá!

Hoje vamos falar sobre dor discogênica, a maior causa de dor lombar em adultos jovens.

Estatísticamente 80% das pessoas terão dor nas costas em alguma época de suas vidas!

7% dessas pessoas evoluirão para dores crônicas.

O disco é uma estrutura constituída de colágeno e água que separa as vértebras sendo então responsável por permitir mobilidade da coluna e também absorver impactos. O disco intervertebral mostra sinais de envelhecimento muito precocemente; segundo estudos já a partir dos 16 anos de idade.

Esse disco possui duas estruturas: no seu centro está o núcleo pulposo (bastante ácido) e na região externa do disco está o ânulo fibroso. Este ânulo fibroso é formado por uma sequência de lâminas que nos faz lembrar as camadas de uma cebola. Na porção mais externa do ânulo fibroso há receptores para dor e quando uma fratura ocorre nessas lâminas, o conteúdo  do núcleo pode extravasar e irritar os receptores que causam dor. Nomeamos isso como dor discogênica.

A dor discogênica lombar ocorre na parte baixa da coluna, podendo irradiar para parte posterior da perna e também para virilha. É uma patologia prevalente no adulto em idade produtiva, sendo comum a pessoa reclamar dor  quando esta lavando louças, escovando os dentes, referindo dor principalmente ao retornar a coluna para a posição ereta.

 dor-lombar-discogenica

Nos próximos posts falaremos como confirmamos este diagnóstico e os possíveis tratamentos. Tratar a dor conhecendo o motivo gerador da mesma é fundamental no sucesso do tratamento.

Até breve!

3 Responses

  • E.Cw
    abr 10, 2012

    gostaria de saber também sobre a dor ciática (terrível), más  que estou conseguindo amainar com banhos de luz infra-vermelho direcionada na altura do quadril, pouco abaixo dos rins e exercícios de alongamento(tenho 60 anos e sou mulher).Seria bom divulgar isso.

    E.Cw abr 10, 2012
  • Le
    abr 9, 2012

    Gostaria  de deixar  um depoimento. Percebi uma melhora espantosa na dor nas minhas costas  e pelvica na quarta semana apos o inicio de sessoes de musculacao duas vezes na semana, indicada pelo meu fisioterapeuta. O comeco foi dificil e eu quase desisto. Porem, a fase de adaptaçao passou e posso dizer o quanto e bom depois de um mes perceber que meu esqueleto esta mais forte e meus movimentos nao me trazem dor. Detalhe, nao tomei medicamentos, somente fisioterapia e gelo local. Obrigada pelos esclarecimentos. 

    Le abr 9, 2012

Deixe uma resposta